29 de junho de 2012

De dentro para fora


Ontem, à tardinha, me aconteceu uma coisa muito curiosa. Eu havia combinado com meu filho Felipe de tomar um café na rua Padre Chagas. De quando em quando fazemos isso só nós dois, para colocar os assuntos em dia. Cheguei no local às 17h30min e, por sorte, logo encontrei uma vaga para estacionar o carro. No que atravessei a rua em direção à cafeteria Listo, escutei meu nome sendo chamado. Olhei em frente e lá estava uma amiga querida que eu não via há uns dois anos, Ana Lucia Piccoli. Ela é advogada, colega do Alexandre e trabalhou no governo Yeda Crusius. Ela me saiu com essa: “Mônica, eu estava aqui admirando uma mulher do outro lado da rua que me chamou atenção pelo porte físico e bela roupa, aí, quando virou, vi que era tu. Mas estás muito bem! Qual é a receita desse rosto sereno? E esse vestido maravilhoso?"
Ah, eu, claro, fiquei muito contente com aquele comentário, que era um baita elogio, ainda mais vindo de uma pessoa detalhista como a Ana. Minha resposta foi: "Obrigada Ana, mas eu não fiz plástica no rosto e nem no corpo, esse vestido não tem nada de mais, só é colorido!"
Vamos dizer que a belíssima tarde de quinta-feira em Porto Alegre só ajudou, pois um dia assim melhora qualquer um. Mas, eu, em geral sou sempre muito ativa, organizada e positiva e tento não deixar a peteca cair, mesmo frente aos obstáculos, problemas, desilusões e tristezas que a vida por vezes nos apresenta. 
Beleza física não garante a felicidade de ninguém. Cada vez mais, reforço a minha crença de que nada torna uma pessoa mais bonita do que a sua independência emocional. Confiança é algo sedutor, que potencializa a beleza, transmite atitude e não se perde com o tempo.





27 de junho de 2012

Novas paisagens



É impressionante a beleza do nosso país. Temos a beleza natural da costa, as praias paradisíacas do Nordeste, o clima frio do sul, a incomparável gastronomia das grandes cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, a Amazônia e muita diversidade cultural. 
Com o dólar alto, os brasileiros voltaram a consumir o turismo interno, o que promove e concentra riquezas no Brasil. A invasão dos brasileiros a Miami, com o dólar, que foi a R$ 1,70, pode dar uma parada agora com a moeda a R$ 2,30. A presença era tanta que o próprio Presidente americano em recente manifestação, se referiu a importância dos turistas brasileiros na Flórida. Essa questão do dólar, somada as frequentes promoções de passagens aéreas, vão resultar em crescimento interno do País. 
Cada vez mais reforço meu sentimento de que o investimento no turismo é indispensável, pois o mesmo é mola propulsora de desenvolvimento e fonte de riqueza de um País.
Vamos conhecer mais o Brasil?
Boa viagem!  



26 de junho de 2012

Cena preocupante


Hoje posto algo sobre um assunto batido e recorrente quando falamos de Porto Alegre. Sim, há um projeto de lei de 2008 na Câmara de Vereadores que prevê o fim gradual das carroças puxadas por cavalos, mas é realmente inacreditável que em pleno século XXI exista esse tipo de veículo de transporte nas ruas da capital. 
Já registrei mais de uma imagem como esta e esse assunto é um dos que eu questiono e que me preocupa na minha cidade, pelos aspetos do trânsito e do trato com os animais, que ficam expostos ao perigo e carregam sobrepeso.
Registro aqui a minha inconformidade com estas cenas. Quando vejo, fico com vontade de colocar o condutor no lugar do animal. 



25 de junho de 2012

Convidado especial


Na sexta-feira passada, eu almocei com lideranças progressistas, como a Senadora Ana Amélia Lemos, o presidente do PP/RS, Celso Bernardi, os deputados estaduais, Frederico Antunes e Ernani Polo, o ex-governador Jair Soares, o ex-presidente do PP de Porto Alegre, Túlio Macedo, os vereadores da capital, João Carlos Nedel e Nilton Braga da Rosa, Rita Chang, Luiz Gheller, Beto Scussel, ex-deputado estadual Francisco Appio, o Azambuja, o Chico Biazus, de Canoas, Leonardo Hoff, de Novo Hamburgo e o cientista político Percival Puggina.
O almoço foi na churrascaria Na Brasa, que por sinal está muito bem servida em termos de variedade de carnes, saladas e atendimento. 
O excelente motivo do evento foi o convidado especial, o ex-governador e deputado federal de Santa Catarina, Esperidião Amin.Eu já o conhecia, pois meu pai é seu amigo de longa data. Quando fui candidata ao senado federal, na chapa majoritária do PP com Francisco Turra candidato a governador e João Dib como seu vice,  o encontrei, pois ele veio ao RS nos apoiar e participou de comícios junto conosco. Lembro de um que foi no centro de Torres, em cima de um caminhão,  com centenas de pessoas empolgadas com aqueles ícones da vida política.
Algo que jamais vou me esquecer!
Confesso a vocês que nada na política me dá mais satisfação do que trabalhar por uma chapa pura!
Se no passado eu já era admiradora do Esperidião Amim, agora sou mais ainda. Ele é um cidadão extremamente simples.
Uma das coisas que mais observo nas pessoas é o seu trato. E isso vale para todos, tenham poder, riqueza ou nada disso.
Amim é um político competente e dono da sabedoria dos mestres que ensinam com humildade.
Conheço também a Ângela Amim, sua esposa, que tem uma belíssima trajetória na vida pública.
Muito os dois já contribuíram com o estado de Santa Catarina, em diferentes mandatos como deputados, na prefeitura e no governo de lá. 
Decididamente esse casal é demais!   





Crédito das fotos:Imprensa do PP/RS

24 de junho de 2012

Rumo à eleição municipal!


O Partido Progressista de Porto Alegre realizou neste sábado a sua Convenção. O evento ocorreu na Câmara Municipal de Vereadores, no Plenário Otávio Rocha de 9h às 13h.
A ordem do dia foi a votação para aprovação de Coligações para a eleição de 2012 e escolha e homologação de candidatos do PP para as eleições majoritárias e proporcional, também, o sorteio dos números com os quais concorrerão os candidatos a vereador escolhidos na convenção.
Muitas lideranças progressistas, assim como de outros partidos, estiveram prestigiando esse encontro. Essas pessoas usaram a tribuna para fazer seus pronunciamentos. Eu, como de costume, fiz o meu de maneira objetiva e franca. Traduzi em palavras a minha alegria por ver e sentir novamente a força de uma convenção progressista e constatar que somos  muitos a cada nova eleição.
Não pude deixar de registrar que fiquei triste com a ausência do presidente do PP/RS, Celso Bernardi. Pensei que a homologação das nossas candidaturas a vereadores da capital dos gaúchos fosse algo importante.
Na decisão de 11 de junho, vivemos um momento especial  que muito nos engrandeceu e nos valorizou, pela causa maior a que estamos nos propondo, que é a contribuição do nosso partido para a boa administração da nossa cidade. Depois de tantos debates e embates, da presença do consenso e da divergência, naturais do cenário político partidário, uma votação de forma democrática definiu o apoio do PP ao candidato José Fortunati. Isso mexeu muito com todos do partido, por isso reforcei a ideia de unificação dos correligionários e o respeito ao regimento partidário, pois não se pode infringir o Estatuto. Eu, como filha de bom soldado, penso que leis, normas e regras, são para ser cumpridas. 
Finalizei meu pronunciamento lembrando que um partido é forte por suas bancadas no legislativo federal, estadual e municipal, ou seja, pelo número expressivo de representantes nas casas legislativas, e assim, convocando a militância para trabalhar muito, para fazermos a maior bancada de vereadores progressistas da capital dos gaúchos.
Em momentos como esse, nunca deixo de mencionar o início do meu contato com a política, vindo desde 1992 ao lado do meu pai, Pedro Américo Leal, com quem aprendi passo a passo o papel e a missão de um bom político. Essa vivência familiar me conduziu ao meu mandato de vereadora e vice-líder na Câmara Municipal durante o governo de José Fogaça, a concorrer ao Senado Federal, atendendo à convocação do partido e a assumir a Secretaria da Cultura no governo Yeda Crusius. 
Ainda sobre a convenção, proporcionalmente, devido à coligação com PDT e PRB, ficamos com 26 candidatos a vereadores e entre este número, 12 são candidatas mulheres.
Creio que foi um dia muito produtivo e decisivo para darmos a largada quando do início oficial da campanha!


Foto de Miguel Costa

Foto de Miguel Costa

Foto de Fernada Mello


23 de junho de 2012

Esperando a chegada da Catharina




Minha filha Juliana , mãe da Martina, está grávida de sete meses. Vem aí a Catharina!
Estamos todos muito felizes com a chegada de mais uma menina na família.
Agora minha dupla querida, vai virar um trio. A Martina e a Marcela - filha do meu filho Marcelo e minha nora Fernanda - logo, logo terão uma companheirinha de brincadeiras e travessuras.
Como é da nossa cultura, a maioria das futuras mamães quando estão na reta final da gravidez, fazem um chá de fraldas para reunir as amigas e os familiares, compartilhando essa doce fase da vida na expectativa do nascimento.
Então, seguindo esse costume, na última quarta-feira foi o chá da Catharina.
Os pais do James, meu genro - Ieda e Almir Marchiori, vieram de Santa Maria especialmente para prestigiar a neta que está a caminho.
O evento começou às 18h e se estendeu até às 22h.
A turma da Juliana é muito unida e animada, curtem todas as etapas da caminhada pessoal e profissional de cada, uma. Eu gosto demais de acompanhar isso e me emociono quando vejo aquelas meninas que estudaram juntas no colégio, fizeram vestibular, namoraram, tornaram-se profissionais de sucesso, que casaram, agora formando suas famílias. 
Minhas irmãs e sobrinhas estavam lá. Foi gostoso compartilhar essa emoção com Inês, Cristina, Martha, Ângela, as sobrinhas Aline, Paula e sua mãe Isabela. Essa é uma característica que admiro nas filhas do coronel e da dona Carmem: sempre juntas.
Voltando ao evento, a decoração estava maravilhosa! E não só a decoração - os salgadinhos, doces, o champanhe e o serviço, também. Estava perfeito!
Tudo obra da  Fernanda Mello! Sim, ela mesmo, a minha nora.
Vou contar a novidade: o chá da Catharina foi o lançamento da Fernanda no mundo das festas infantis. Ela abriu a Bibelô Ambientação de Eventos. Foi um arraso. O pessoal adorou!
Só dava mãe querendo saber quem era a autora de tamanha maravilha. Ah, eu muito orgulhosa, contei a grande surpresa da noite.
A Fernanda fez a festa com competência e coração. Parabéns a ela pelo sucesso e à Juliana, que teve o feeling de saber que seria tudo maravilhoso!
Vejam as fotos:


Bibelô Ambientação de Eventos




Juliana e Fernanda


Com Duda minha nora e Juliana


Juliana e Martha, madrinha da Catharina

Com Juliana, Isabela e Paula
                  
Com Cristina, Aline e Juliana
                     

Juliana com Ieda e Almir Marchiori
                                     
                                    
                                 
                          Juliana com as amigas


   
   

21 de junho de 2012

Despedida para nova missão


Pessoal querido que me acompanha pelo blog, eu quero informar a vocês que não faço mais parte do programa de televisão Pampa News. 
Por onde tenho andado, pessoas comentam que notaram a minha ausência, então, faço questão de esclarecer. Sou pré-candidata a vereadora de Porto Alegre. 
A lei eleitoral determina que os candidatos ao pleito municipal, após as convenções de seus partidos, não participem de forma cativa de programas de rádio e TV. Os candidatos tem suas candidaturas homologadas, ou seja, deixam de ser pré-candidatos para se tornarem candidatos aprovados pelos partidos, após as convenções. Muitas siglas já fizeram as suas, diferente do PP, que promoverá seu decisivo momento neste sábado pela manhã. 
Sim, eu sei que vocês devem estar se perguntando: "Mas porque ela não saiu mais próximo à data da convenção?". É que em função de compromissos pessoais, eu preferi fazer isso antes e me organizar ainda mais.
Com a devida antecedência, eu avisei a Magda Beatriz - âncora do Pampa News - dessa minha decisão e combinamos a despedida aos telespectadores no ar, que aconteceu com muita emoção. Depois, me despedi da produção, dos colegas comentaristas e da Magda. 
No outro dia, marquei duas reuniões: uma com o presidente Otávio Gadret e outra com o vice-presidente Paulo Sérgio Pinto. Voltei na Rede Pampa especialmente para agradecer a eles. Era importante para mim exteriorizar esse sentimento. 
Foi uma experiência maravilhosa na minha vida de jornalista e tenho imenso orgulho de ter feito parte da equipe de comunicadores da Rede Pampa de Comunicações.
Vou guardar esse tempo no coração de maneira muito especial e para sempre. Foi um ano e dois meses em que me dediquei inteiramente para a área da comunicação. No rádio, durante seis meses, atuei todos os dias, até nos feriados. Acordava às 4h, preparava minhas pautas, conferia os acontecimentos do dia e saía de casa às 5h30min, para as 6h da manhã, junto com o radialista Nilton Fernando, levar notícias comentadas aos gaúchos no Pampa Bom Dia. Na tevê foram oito meses. Todas as semanas, às segundas, terças e quartas-feiras, eu estava na telinha da tevê Pampa. Ali, meu compromisso era o de falar sobre assuntos que não fossem da política, pois o JK é o comentarista dessa área. Foi um grande desafio, visto que sou jornalista pós-graduada em Ciências Políticas.
Fica a sensação de missão cumprida, e como diria meu sábio pai, “muito bem cumprida” e a certeza de que saí maior do que entrei. 
Obrigada aos telespectadores que me prestigiaram com sua audiência.



19 de junho de 2012

Laços da comunicação e da política


Semana passada, eu recebi uma ligação do famoso radialista e escritor Egon Müller, da cidade de Carlos Barbosa. Já o conhecia pelo seu trabalho e porque meu pai, Coronel Pedro Américo Leal, foi comentarista do seu programa de rádio.Mais recentemente, ele me entrevistou quando fui candidata ao senado federal. 
O Egon ligou para fazer um pedido e, confesso a vocês, que fiquei comovida quando ouvi: "Mônica, eu quero falar contigo, diz o dia, a hora e o local, que vou a Porto Alegre especialmente para isso".
Então, hoje, às 14h30min, na sede do PP estadual o recebi junto com o presidente Celso Bernardi. 
Conversamos sobre política. Fiquei sabendo das notícias da sua cidade e vibrei quando ele contou que será candidato a vereador nas próximas eleições municipais.
Vejam o registro que fez o Floriano Becker, fotografo do partido.


Com Egon Müller e Celso Bernardi
           


18 de junho de 2012

NOTA AOS LÍDERES E FILIADOS PROGRESSISTAS



A Executiva Estadual do Partido Progressista cumprimenta o Diretório de Porto Alegre e a Senadora Ana Amélia, atores principais do espetáculo de democracia interna e de transparência resultante do processo político para a definição do apoio entre os dois principais pré-candidatos à Prefeitura da Capital.
Feita a escolha, resta-nos respeitar a decisão de ambos os lados, vencedores e vencidos, para que o objetivo maior de todo esse inédito esforço seja a valorização e o fortalecimento do Partido Progressista. Aliás, o PP já foi vencedor na medida que ocupou um espaço na mídia nunca antes alcançado e avançou, quer na proposta de Vice numa chapa majoritária ou na ampliação da coligação proporcional, com vistas a uma maior representação no Legislativo Municipal de Porto Alegre.
Encerrada essa etapa, tendo como norte o legado deixado pelo nosso Presidente de Honra Dr. Amaral de Souza, - a busca do entendimento e da solidariedade entre companheiros -, dediquemo-nos, a partir de agora, na mobilização da eleição de centenas de municípios onde o partido disputará as eleições majoritárias e proporcionais.
É importante destacar que estamos Coligados em centenas de municípios com os mais diferentes Partidos, pois a democracia é, também, a convivência entre os diferentes.
Vamos ao trabalho, na certeza de que continuaremos com a nossa marca: O Partido com maior número de Prefeitos, Vices e Vereadores do Rio Grande do Sul.
               
                                                       
                                                 Celso Bernardi
                                      Presidente PP/RS

17 de junho de 2012

Tradicional sábado em família


Adoro os sábados na casa dos meus pais!
A família inteira se reúne para almoçar em volta deles, que são sempre o centro de nossas atenções.
Acho muito bonito a forma carinhosa como os jovens da família Leal conversam com os mais velhos. Eles contam das suas coisas, trocam ideias e pedem conselhos. Penso que essa é a mais pura demonstração de que a experiência de nos reunirmos é sempre bem acolhida.
Essas fotos registram o último encontro, que contou com a presença do meu primo e amigo, Sylvio Ibanez. Ele é médico cirurgião plástico dos mais famosos do Rio Grande do Sul. Então, quando os pacientes permitem, ele participa dos nossos almoços e é bom demais, porque a gente consegue colocar os assuntos em diaO Sylvio é uma pessoa super simples e querida. Meus filhos gostam demais dele e nas emergências é a primeira pessoa que chamam. Uma hora dessas vou escrever mais sobre ele aqui no blog. 
As fotos que estou postando, tirei com meu celular, porque deu uma pane na minha máquina fotográfica, que está registrando as fotos com datas antigas, então, se não ficaram lá muito boas, peço desculpas e prometo arrumar esse pequeno problema.




 Com Ângela minha irmã, meu pai e Aline sobrinha 

Felipe com sua avó
Meu pai com o neto Rafael (filho da Ângela)
Ele adora o mimo da filha!
Sylvio  e Marcelo  com meu pai
Fernanda minha nora, Aline sobrinha, Martha irmã e Juliana
Martina com o bisavô

Marcela e Martina...

...aproveitam o tempo para brincar  
Minhas irmãs Maria Inês e Cristina
Com Sylvio meu primo

Com Juliana e Catharina que nasce no mês de agôsto
Paula (sobrinha) e Guilherme seu noivo com as crianças da família.
                         Luisa (sobrinha) e Luiz Otavio seu namorado 

Pequena grande companheira



Esses três últimos dias eu passei com a Martina. O James, meu genro, tinha um congresso de oftalmologia em Gramado e a Juliana foi acompanhar, então, eu fiquei com a pequena aqui na minha casa. Mais uma vez foi um tempo mágico e aproveitamos demais. Ela está com quase três anos, é muito inteligente e alegre, conversa e participa de tudo, o que a faz ser minha pequena grande companheira.
Fizemos vários programas juntas, desde supermercado, passeio na praça da Encol, aniversário do coelho Zé, brincadeira na lojinha de perfumes que inventei, até o café da manhã na cozinha, onde nos deliciamos comendo pão com mel. O interessante é que quando ela me ajudou a colocar a mesa para o café, a primeira coisa que pegou foi o pote de mel dizendo: “Mel tu adola, né, vó?".   
A novidade ficou por conta da hora de dormir. Eu que sempre conto histórias para a Martina, mas dessa vez fui a ouvinte. Ela me contou a história da Branca de Neve e para minha satisfação, foi do mesmo jeito que eu conto. É que quando tem um personagem da fábula que faz algo errado, aproveito para mostrar que aquilo não é certo, como por exemplo na história "Pedro e o Lobo”. O menino vivia gritando por socorro dizendo que o lobo estava atrás dele e aí saía todo mundo correndo para salvá-lo; quando chegavam na floresta, viam que era mentira. No dia em que o lobo apareceu de verdade e ele gritou por ajuda, ninguém foi, por não acreditarem mais nele. Aí que eu digo que mentir é feio, faz mal as pessoas, que devemos sempre dizer a verdade... 
A Martina, ao contar a história da Branca de Neve que comeu a maça envenenada da bruxa, usou da mesma tática, disse que as crianças não podem falar com estranhos. Ah, eu achei o máximo isso!
Vejam as fotos desses nossos dias.


Passeando com a minha ...
...pequena grande companheira.
Martina  conversa e ...
...participa de tudo...
 ...até do meu cafezinho quando come um pão de queijo.  
Nos brinquedos do parquinho no Iguatemi 
Em casa fazendo bolo para o aniversário do coelho Zé. 
Ficou muito lindo!
Malu a grande amiga da Martina participou da festa 
...e brincou na lojinha de perfumes

Martina pronta para ir ao colégio

A história que ela me contou