31 de maio de 2016

Liga De Defesa Nacional



Na noite desta segunda-feira, saudei os 100 anos da Liga da Defesa Nacional pelo real significado de sua constituição: a congregação dos sentimentos patrióticos de nós brasileiros, independente de classe; e a difusão da educação cívica, do amor à justiça e do culto do patriotismo.
Estes ideais que, em 1916, ensejaram Olavo Bilac, Dr. Pedro Lessa e Dr. Miguel Calmon, dentre outros, à fundação da Liga hoje parecem emergir em meio a nossa sociedade. Vivemos numa conjuntura calejada por dissabores e atos de desrespeito e desmoralização da Pátria os quais envergonham a todos nós brasileiros.
Por isso, a presença da Liga se faz importante, visando a descortinar o ferido orgulho de nossa nacionalidade.
Precisamos resgatar os verdadeiros valores de nossa Pátria, honrar e embutir o orgulho de ser brasileiro e, acima de tudo, transmiti-los às novas gerações.
O trabalho da Liga da Defesa Nacional é justo, necessário e meritório da homenagem que recebeu da capital do Rio Grande do Sul.
Parabenizei o Vereador João Carlos Nedel pela iniciativa da homenagem a qual, muito engrandeceu a Tribuna Popular, realizada em 11 de abril deste ano, em que tive a honra de ser a proponente quando do exercício da vereança na Câmara.

Fazendo minha saudação

Com vereador Nedel, Prof Cézar Teixeira, presidente da Liga Nacional e o General Douglas Básoli, Chefe do Estado Maior do Comando Militar do Sul

Entrega da placa registrando os 100 anos da Liga De Defesa Nacional

Com amigos da Liga de Defesa Nacional 




30 de maio de 2016

O trabalho me faz bem

Hoje, quando eu acordei cedo da manhã, me dei conta de que tenho trabalhado demais.
O dia a dia na Câmara Municipal de Porto Alegre mesmo sendo a primeira suplente do PP ganhou ritmo intenso  de trabalho e nessa minha reflexão, eu vi que já estamos entrando na segunda metade do ano, mas para mim parece o inicio de um novo tempo.  Muitas coisas aconteceram e foi preciso me atirar de cabeça, corpo e alma. Por sorte, eu adoro trabalhar, o trabalho me faz bem.
Como integrante de uma bancada partidária, sempre procuro fazer tudo que estiver ao meu alcance e dar o melhor de mim. Conto com três vereadores parceiros e cavalheiros. 
O vereador Villela é meu fiel apoiador político. Ele é o grande incentivador das minhas ações como pré- candidata a vereadora de Porto Alegre.
Os vereadores Villela, Nedel e Kevin me dão total autonomia, e o que é maravilhoso, me dão liberdade para realizar e buscar também o melhor da bancada no envolvimento com os assuntos do coletivo.

Bancada progressista com o vice prefeito de Porto Alegre

Executiva do PP de Porto Alegre em reunião com o presidente Celso Bernardi,presidente do PP do Rio Grande do Sul

Com o vereador Carlos Augusto, da cidade de Tupaciretã

Mais uma reunião produtiva sobre segurança pública com o peritos criminais do IGP.Com Trajano Bitencourt, Carla Mena e Manoel Francisco do GRUPO DA SUSEPE

Com o deputado estadual Marcel van Hattem, vereadores Nedel e Kevin.

Com a Catharina, Martina  e o Sebastião Melo na Festa da Rua da comunidade judaica

Entregando meu informativo para o vereador de Canoas

Minhas colegas de trabalho na bancada progressista : Ana e Rosane 

Happy  hour com amigas de uma vida 





Combinação perfeita

Numa noite fria e chuvosa, diante de uma acolhedora lareira acessa lendo um bom livro.





28 de maio de 2016

Domingo é dia de Festa na Rua!

Este é um evento da comunidade judaica de Porto Alegre, promovido pela Organização Sionista do Rio Grande do Sul, com apoio da Federação Israelita e da prefeitura de Porto Alegre.
A festa inicia pela manhã e vai até a tarde fechando a rua João Telles no bairro Bom Fim, onde lado a lado o público tem a oportunidade de conhecer a riqueza das tradições judaicas com artesanatos e produtos típicos.
Não perca esta programação multicultural.




26 de maio de 2016

Ao lado desses valorosos " anjos da guarda" prestando uma homenagem

Apoio a independência e autonomia da corporação, pois assim a mesma terá orçamento próprio. Esses profissionais merecem melhores condições de trabalho. Necessitam de maior efetivo, viaturas e embarcações de combate a incêndios, aparatos aéreos ( auto-escada magirus e auto-plataforma), veículos para emergências especiais, equipamentos de proteção individual. Essas medidas estão sendo solicitadas pela corporação há muitas gestões do governo estadual. 




Respeito e cuidado


Essa semana do feriado de Corpus Christi, me peguei refletindo sobre a elegância do comportamento e sobre ética pessoal.
Incrível como esses dois aspectos tem o poder de desnudar o caráter do ser humano, de despertar admiração ou decepção e de aproximar ou afastar as pessoas do nosso convívio.
É que isso tem a ver com cuidado e respeito, com a arte de se colocar no lugar da outra pessoa. Perceber e praticar aquela máxima de jamais fazer aos outros aquilo que não gostaria que lhe fizessem.
Nosso bem-estar depende de sairmos do próprio ego e entrarmos na vida do outro.
Conseguir sentir as emoções da pessoa ou mesmo pressentir suas intenções e compreender suas motivações, tem um valor incomensurável.
É elegante retribuir respeito e cuidado.





24 de maio de 2016

Dia da Infantaria

Hoje, 24 de maio é comemorado o dia da Infantaria, data do nascimento e morte do patrono da Infantaria Brigadeiro Sampaio. A canção Fibra de Herói neste vídeo, retrata o espírito imortal desta grande unidade, a Rainha das Armas. Registro minha homenagem a todos os combatentes da Infantaria 
que já lutaram pela pátria brasileira!


23 de maio de 2016

Planos de Saúde

Saúde é dever do Estado. Paga-se uma imensidão de impostos mas o retorno estatal é pífio. Assim, as famílias são obrigadas a contratar planos de saúde privado. Ocorre que os valores mensais dos mesmos estão acima da capacidade financeira dos clientes. Para se ter uma ideia, uma família com dois filhos na década de 90 pagava cerca de 150 dólares mensais pelo plano de saúde privado. Hoje, quase 600 dólares. É um absurdo. Assim, é fácil constatar que existe o consumidor do plano, o que não existe é a capacidade de pagamento. Os planos de saúde pensam que estão na Suécia, mas estão no Brasil, onde a inflação, a recessão e o desemprego é realidade de grande parte da população. Logo, este é o motivo da grande evasão dos planos, premidos pela total incapacidade de pagamento. 
Desta forma, urge que os planos percebam que o potencial cliente não possui fôlego para suportar altas mensalidades. 
Que modifiquem. 
Quem sabe o Estado assuma parte desta conta.




22 de maio de 2016

138 anos

Querida praia de Torres  de aniversário. 
A minha história de amor por Torres é antiga.São quase 50 anos de veraneio. A casa da minha família foi uma das cinco primeiras da Praia Grande. Meus filhos cresceram nas areias de Torres e agora minhas netas passam pelo mesmo, pois continuamos veraneando na nossa praia do coração. 






                           Crédito das fotos: Alexandre Markusons. Verão de 2016

Feliz Dia do Abraço

Comemorando o "Dia do Abraço" homenageio a esse sábio guerreiro que é o meu pai, meu amigo e meu porto seguro.



21 de maio de 2016

Juliana, minha super festeira

Minha filha fez aniversário nesta segunda-feira, dia 16 de maio. A data sempre é bem comemorada por ela que adora reunir a família e os amigos. 
É um verdadeiro kerb! Começa no café da manhã e segue durante o dia todo. Quando chega o mês de maio todos ficam no aguardo da programação que é muito divertida.
Este ano ela fez um almoço para os pais, irmãos, cunhadas e um happy hour para a turma feminina. Abaixo um registro nosso no encontro que reuniu as amigas.


 

20 de maio de 2016

Semana em imagens

Foram dias de muitos compromissos na agenda. Seminário, reuniões, avaliações, confraternizações e planejamentos a partir do exercício da política na Câmara Municipal de Porto Alegre.
Compartilho essa minha intensa semana em imagens

















18 de maio de 2016

Guardiões da nossa história

Museus são campos de convívio, espaços de diálogo e inclusão social. Instituições a serviço da sociedade e de suas frequentes transformações. Por isso, mesmo sendo espaços que guardam o tempo, não podem, jamais, parar no tempo. 
O Rio Grande do Sul é um Estado de tradição na área museológica. Deu base para a construção de uma política pública nacional para o setor e nossas instituições somadas, configuram a maior média per capita do Brasil. Também, a maioria dos museus gaúchos oferecem gratuidade de entrada, ou seja, nos convidam ainda mais a visitá-los.
Quantos brasileiros, em viagens para fora do país, enfrentam longas filas, aguardando para adquirir um ingresso e entrar em um museu famoso?
Relembro o meu período como Secretária da Cultura do Estado e das ações que foram feitas no primeiro ano da gestão, em 2007, decisivas para a continuidade das atividades de três museus vinculados à pasta.
No Museu Julio de Castilhos foram executadas obras urgentes de manutenção da estrutura, revitalização e pintura internas e replanejamento da museografia. 
No Museu de Comunicação Hipólito José da Costa foi possível recuperar o projeto que havia perdido prazos e recursos na gestão anterior e iniciar as reformas pelo programa Monumenta do Ministério da Cultura.
No Museu de Arte do Rio Grande do Sul, uma parceria imediata com o Banrisul resolveu o problema crônico das instalações de ar-condicionado, o que permitiu a realização da Bienal do Mercosul e das demais exposições, inclusive internacionais, que não ocorreriam caso não houvesse condições de climatização.
O 18 de maio, Dia Internacional dos Museus e as semanas alusivas em seu entorno, ambos propostos pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM), este ano com o tema “Museus e Paisagens Culturais”, tem como objetivo valorizar os museus brasileiros e intensificar a relação dos mesmos com a sociedade. Cabe ressaltar a importância do tema para a compreensão do patrimônio integral, da biodiversidade, da relação do homem, sua história, memória e atuação no meio ambiente.
Urge alertar os gestores para que se proponham a novos desafios a serviço da educação e que não esmoreçam na busca permanente pela sustentabilidade dessas casas, zeladoras da expressão humana.






16 de maio de 2016

Sabia que o 16 de maio é o Dia do Gari?

O nome profissional de gari é em homenagem ao francês Pierre Gary, primeira pessoa a assinar uma contrato de limpeza pública no Brasil com o Ministério Imperial, organizando assim, a partir do dia 11 de outubro de 1876, a remoção de lixo das casas e praias do Rio de Janeiro. Vencido o contrato, o governo criou a Superintendência de Limpeza Pública e Particular da cidade, porém realizando um trabalho muito aquém do proposto pelo tal francês em termos de limpeza pública.
Os cariocas, acostumados com a limpeza das ruas após a passagem dos cavalos, mandavam chamar a “turma do Gary”.
Aos poucos o nome se generalizou e até hoje os recolhedores de lixo são chamados garis.
Nós aqui em Porto Alegre, não temos muito costume de chamá-los assim, mas o que importa é o reconhecimento do esforço desses trabalhadores, que estão diariamente nas ruas das cidades e que são fundamentais para que a gente exerça nossa cidadania num ambiente que nos orgulhe.


Crédito das fotos: Joel Vargas/PMPA





Parabéns, minha filha!

Hoje, dia 16 de maio a Juliana faz aniversário e olho para trás, vejo que uma bela estrada foi trilhada e sei que em cada etapa há um pedacinho meu, que lhe dei a vida e preparei para o mundo com todo meu amor.
Me lembro do dia do nascimento da minha primeira filha quando tinha 18 anos, e do meu primeiro encontro com a beleza daquele pequenino ser que imediatamente tomou conta de todo meu coração. Foi nesse momento que selamos a nossa conexão de mãe e filha, amigas para sempre. A nossa afinidade, o nosso jeito de pensar e agir em sintonia nos faz parceiras em todas as empreitadas.
Saúde sempre para a minha filha!
Compartilho com os amigos do meu blog, alguns registros desse tempo mágico, com o intuito de celebrar a vida. 


Juliana um nenê lindo e alegre


Juliana primeiro veraneio em Torres

Alexandre e eu com a Juliana no seu primeiro ano de vida

Juliana recebendo das mãos do pai o diploma da faculdade de Direito

Juliana com o avô na sua festa de formatura

Juliana com a avó

Juliana sendo conduzida pelo pai no dia do seu casamento

Juliana com o marido
Juliana, eu e as meninas

Juliana com os irmãos

Juliana com as cunhadas

Juliana, eu, irmãos e o pai

Juliana com a família Marchiori

Juliana comigo

Juliana com com as filhas