2 de março de 2017

Descanso e cuidado


Nesse feriado de Carnaval fui com a família para Torres. Além do desejo enorme de descansar no melhor canto do mundo, eu tinha também como objetivo levar minha mãe pela primeira vez, após a morte do meu pai, na praia onde os dois construíram a história dos veraneios dos Leal.
Foi tudo perfeito. Descansamos, passeamos e conversamos muito. Mas, na quarta-feira, Dona Carmen acordou com falta de ar e cansada. Na mesma hora fomos para a emergência do Hospital Nossa Senhora dos Navegantes, onde ela foi super bem atendida. 
A Dra. Iris era a médica de plantão e cuidou de tudo com tamanha competência e dedicação, que me senti segura e tranquila da decisão de buscar, num primeiro momento, atendimento no hospital local. Como ela precisava fazer um eletrocardiograma e o aparelho estava estragado, foi preciso antecipar nossa volta para Porto Alegre. 
Essa experiência só reforçou minha opinião já firme de que temos excelentes médicos e o que falta é estrutura e quipamentos para que eles desenvolvam plenamente o seu nobre ofício e a sua missão maior de salvar vidas.


Dona Carmen em Torres com sua fiel parceira, Suzi, que sempre a acompanha 




Nenhum comentário:

Postar um comentário